Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

“A mulher vive socializada na culpa”

26 DE setembro DE 2023
Crédito: Equipe SP Leituras

Os romances e os quadrinhos da escritora, jornalista e cartunista Bruna Maia são repletos de ironia, mas abordam temas sérios e especialmente caros para as mulheres, como carreira, feminismo, amor, sexo, saúde mental, aborto, maternidade e homens tóxicos. Assuntos inspirados em experiências de mulheres reais e analisados pela autora com lente de aumento. No início, Bruna confessa que ainda tinha um olhar enviesado sobre alguns comportamentos femininos passivos, mas com o tempo percebeu que a causa está na sociedade patriarcal. “As mulheres vivem socializadas na culpa. Desde cedo fomos ensinadas a nos sentirmos culpadas por tudo o que não deu certo, a sermos as responsáveis para que a casa esteja funcionando perfeitamente, a ser sempre doce e agradável, a ser boa mãe, o que gera uma carga emocional muito grande e faz com que muitas não se sintam boas o suficiente. Sei que a culpa é um sentimento universal, mas nas mulheres é muito mais intensa”, conta.

 

A relação de Bruna com a literatura começou cedo. Aprendeu a ler com a Turma da Mônica, passou pelos misteriosos títulos de Agatha Christie ainda na infância, e na adolescência descobriu os personagens de Nelson Rodrigues e Luis Fernando Verissimo. Já os cartuns nasceram como refúgio para sua crise de ansiedade, em um momento em que passava por uma depressão intensa. “Não tinha vocação para a arte, mas minha terapeuta sugeriu e comecei a copiar alguns trabalhos de artistas que eu gostava até ter a minha própria linguagem. No início meus quadrinhos falavam sobre saúde mental e resolvi mostrá-los em um conta do Instagram chamada @estarmorta”, recorta Bruna. Mas percebeu que os posts com críticas ao patriarcado eram os que mais rendiam comentários. “O que era muito injusto porque eu falava sobre várias coisas, mas vi que tinha um bom campo de trabalho ali.”

 

Foi desse período que nasceu o seu primeiro zine O manual da esposa pós-moderna (2019), esgotado atualmente. Depois dele vieram as obras Parece que piorou: crônicas do cansaço existencial (2020), O novinho do sebo (2021), Com todo meu rancor (2022) e Não quero ter filhos: e ninguém tem nada com isso, em fase de pré-venda, com lançamento previsto para outubro 2023.

 

A entrevista completa com a escritora Bruna Maia está disponível na página do Facebook da BSP. O próximo programa será no dia 7 de outubro, das 11h às 13h e terá a presença dos escritores Érico Nogueira e Pedro Marques.

 

 

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter
Conheça nossa política de privacidade
Patrocinadores

Política de Privacidade

Este site é mantido e operado pela Biblioteca de São Paulo (BSP).

Nós coletamos e utilizamos alguns dados pessoais que pertencem àqueles que utilizam nosso site. Ao fazê-lo, agimos na qualidade de controlador desses dados e estamos sujeitos às disposições da Lei Federal n. 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD).

Cookies
Cookies são pequenos arquivos de texto baixados automaticamente em seu dispositivo quando você acessa e navega por um site. Eles servem, basicamente, para que seja possível identificar dispositivos, atividades e preferências de usuários, otimizando a experiência no site. Os cookies não permitem que qualquer arquivo ou informação sejam extraídos do disco rígido do usuário, não sendo possível, ainda, que, por meio deles, se tenha acesso a informações pessoais que não tenham partido do usuário ou da forma como utiliza os recursos do site.

a. Cookies de terceiros
Alguns de nossos parceiros podem configurar cookies nos dispositivos dos usuários que acessam nosso site.
Estes cookies, em geral, visam possibilitar que nossos parceiros possam oferecer seu conteúdo e seus serviços ao usuário que acessa nosso site de forma personalizada, por meio da obtenção de dados de navegação extraídos a partir de sua interação com o site.
O usuário poderá obter mais informações sobre os cookies de terceiros e sobre a forma como os dados obtidos a partir dele são tratados, além de ter acesso à descrição dos cookies utilizados e de suas características, acessando o seguinte link:
https://developers.google.com/analytics/devguides/collection/analyticsjs/cookie-usage?hl=pt-br
https://policies.google.com/privacy?hl=pt-BR
As entidades encarregadas da coleta dos cookies poderão ceder as informações obtidas a terceiros.

b. Gestão de cookies
O usuário poderá se opor ao registro de cookies pelo site, bastando que desative esta opção no seu próprio navegador. Mais informações sobre como fazer isso em alguns dos principais navegadores utilizados hoje podem ser acessadas a partir dos seguintes links:
Internet Explorer:
https://support.microsoft.com/pt-br/help/17442/windows-internet-explorer-delete-manage-cookies

Safari:
https://support.apple.com/pt-br/guide/safari/sfri11471/mac

Google Chrome:
https://support.google.com/chrome/answer/95647?hl=pt-BR&hlrm=pt

Mozila Firefox:
https://support.mozilla.org/pt-BR/kb/ative-e-desative-os-cookies-que-os-sites-usam

Opera:
https://www.opera.com/help/tutorials/security/privacy/

A desativação dos cookies, no entanto, pode afetar a disponibilidade de algumas ferramentas e funcionalidades do site, comprometendo seu correto e esperado funcionamento. Outra consequência possível é remoção das preferências do usuário que eventualmente tiverem sido salvas, prejudicando sua experiência.